“Escolheram mal”: Bolsonaro não vai cumprimentar Fernández

O presidente Jair Bolsonaro lamentou a eleição na Argentina do peronista Alberto Fernández, integrante da mesma chapa da ex-presidente Cristina Kirchner, e disse que não vai cumprimentá-lo pela vitória. “Lamento. Não tenho bola de cristal, mas acho que a Argentina escolheu mal”, disse Bolsonaro na saída do hotel Emirates Palace, em Abu Dhabi, nesta segunda-feira, 28. O próximo destino da viagem presidencial é Doha, no Catar.

Bolsonaro ficou incomodado com uma imagem publicada no domingo, 27, por Fernández em apoio ao ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva, preso desde o ano passado no âmbito da Operação Lava Jato. “O primeiro ato do Fernández foi ‘Lula livre’, dizendo que está preso injustamente. Já disse a que veio”, avaliou, segundo o Terra.

Ele deixou claro que não pretende parabenizar o presidente eleito da Argentina pela vitória, mas ponderou que não vai “se indispor” com o país vizinho em um primeiro momento. “Vamos esperar o tempo para ver qual é a real posição dele na política. Porque ele vai assumir, vai tomar pé do que está acontecendo e vamos ver qual linha ele vai adotar.”

Nos últimos dias, Bolsonaro deu declarações em diferentes tons sobre a eminente vitória de Férnandez, desde suspender a Argentina do Mercosul até intensificar as relações comerciais com o país. Nesta segunda, disse que “por enquanto continua tudo bem com o Mercosul”.

Bolsonaro também voltou a dizer que poderia pedir a suspensão do país do bloco. O apoio, no entanto, indicou que poderia se restringir apenas ao Paraguai dependendo do resultado da eleição no Uruguai.

“Se interferir (no acordo Mercosul-União Europeia), segundo o Paulo Guedes, a gente junta com o Paraguai, não sei o que vai acontecer na eleição do Uruguai, e pode ver se Argentina fere alguma cláusula para suspendê-la. Mas a gente espera que isso não seja necessário”, disse Bolsonaro.

“Ele (Fernández) disse há algum tempo que sairia do Mercosul, quando esteve visitando o Lula em Curitiba, e vamos esperar agora o banho de realidade que ele vai ter”, disse. “Não está indo bem a Argentina, já ouvi falar que muita gente vai tirar dinheiro de lá”, declarou.

29/10/2019

(Visited 1 times, 1 visits today)