Hospital de Murici volta a funcionar após três dias de portas fechadas

hospitalmurici

O hospital Dagoberto Omena, na cidade de Murici, voltou a funcionar nesta sexta-feira (6) depois de passar três dias fechado devido à paralisação dos médicos por falta de condições de trabalho.

A crise na unidade ganhou maiores proporções devido ao aumento do fluxo de pacientes causado pelo fechamento de outra unidade hospitalar, o Hospital São Vicente de Paula, em União dos Palmares.

Em contato com o TNH1, um médico do hospital disse que o fechamento da unidade ocorreu devido à falta de condições de trabalho. Ele relatou que o fluxo de pacientes estava muito grande e que o hospital não estava conseguindo suprir a demanda.

A situação se agravou a tal ponto que pacientes que estavam internados no setor de enfermagem tiveram que ser liberados. “Um hospital desse porte não pode trabalhar com apenas um médico por dia para atender cerca de 200 pacientes. Há uma constante falta de medicamentos básicos e outros materiais médicos”, disse.

De acordo com o médico, a unidade deveria contar com pelo menos quatro médicos para funcionar de forma satisfatória.

Secretaria de Saúde

Nessa quinta-feira (5), a secretária de Estado da Saúde, Rozangela Wyszomirska, participou de duas reuniões com os gestores de saúde dos dois municípios. Após discutir um aumento no repasse de verbas para as unidades hospitalares, ficou decidido que os dois hospitais, tanto o de União dos Palmares como o de Murici, funcionam normalmente a partir desta sexta-feira (6).

Os dois hospitais são referências para cirurgias de pequeno e médio porte para a 3ª Região de Saúde, que compreende os municípios de Branquinha, Campestre, Colônia Leopoldina, Ibateguara, Joaquim Gomes, Jundiá, Murici, Novo Lino, Santana do Mundaú, São José da Laje e União dos Palmares.

João Marcelo Cruz – TNH1