Irmã defende Paula, investigada por intolerância religiosa no ‘BBB 19’: ‘Ela não tem maldade’

Paula ainda não sabe, mas quando sair do “BBB 19” ela terá que se explicar à polícia logo que sair do jogo. A Delegacia de Crimes Raciais e Delitos de Intolerância (Decradi) investiga a mineira por crime de intolerância religiosa após falas dentro do programa, quando se referia às crenças de Rodrigo, já eliminado do reality. Aqui fora, Mônica Von Sperlig defende a irmã, segundo o Extra.

— Tem fãs da Paula preocupados achando que ela vai ser presa ao sair do programa. Não é assim. Nossa família está muito tranquila com relação a essas afirmações. Ela não tem maldade. Ela não falou algo que se enquadrasse em intolerância religiosa. Na verdade, têm uns ex-participantes que estão botando fogo nisso — critica Mônica que, assim como Paula, é advogada.

Ainda de acordo com Mônica, a irmã é uma pessoa inocente.

— Ela não tem conhecimento sobre esse lado religioso. E tudo que é diferente, dá um pouco de medo — ameniza.

09/04/2019

(Visited 1 times, 1 visits today)