Rapaz assassinado em Laranjeiras levou tiro à queima-roupa no peito, diz namorada à polícia

Jovem estava na garupa da motocicleta da vítima, que sofreu uma tentativa de assalto

Testemunha do assassinato do namorado, Miguel Ayoub Zakhour, de 19 anos, Tayssa Freitas, da mesma idade, prestou depoimento nesta segunda-feira a investigadores da Divisão de Homicídios da Polícia Civil. Segundo ela, o jovem, que pilotava uma motocicleta no momento em que foi morto, levou um tiro à queima-roupa no peito. O crime ocorreu no fim da noite de quinta-feira, em um sinal de trânsito na esquina das ruas Pinheiro Machado e das Laranjeiras, perto do Túnel Santa Bárbara e a 320 metros do Palácio da Guanabara, sede do governo estadual.

Tayssa Freitas, que estava na garupa, contou que ela e Miguel foram abordados por uma dupla de assaltantes por volta das 23h30m. Um dos bandidos saltou de uma moto e, no meio da pista, apontou uma arma para Miguel, que pilotava uma Honda Hornet em velocidade lenta. Tayssa disse que seu namorado se assustou com a abordagem e acelerou. Quando o veículo se aproximou do criminoso, o bandido disparou no peito do jovem. Os dois homens que atacaram o casal fugiram, segundo Tayssa, pelo Túnel Santa Bárbara.

— Estávamos saindo naquela moto pela primeira vez. Miguel queria vendê-la e guardar o dinheiro para o nosso casamento — disse Tayssa ao “Extra”.

No momento do crime, Miguel e Tayssa iam para a casa dele, em Laranjeiras, após um breve passeio pelo bairro. Miguel havia trocado a moto com um amigo, que ficou com um carro do rapaz. Um mês antes da tragédia, Miguel tinha começado a cursar administração numa faculdade particular. Ele também trabalhava como motoboy para uma rede de lanchonetes.

o globo

18/04/2017

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *