Casal lança programa para aumentar receita e reduzir perdas em 14 cidades

Iniciativa é composta por 12 ações e terá R$ 10 milhões em investimentos

Aquisição e instalação de hidrômetros nos locais onde eles ainda não existem será uma das ações prioritárias para a redução de perdas da Casal, com lançamento de programa
Aquisição e instalação de hidrômetros nos locais onde eles ainda não existem será uma das ações prioritárias para a redução de perdas da Casal, com lançamento de programa. Divulgação e Diego Barros

As 14 maiores cidades onde os sistemas de abastecimento de água e esgotamento sanitário são operados pela Companhia de Saneamento de Alagoas (Casal) farão parte do Programa Alavancar, lançado esta semana pela companhia, para aumentar a receita e reduzir perdas.

Por meio de 12 ações estratégicas e com investimentos de cerca de R$ 10 milhões, a Casal pretende qualificar a prestação de seus serviços e, ao mesmo tempo, incrementar procedimentos comerciais e operacionais para atingir o aumento de receita e a redução de perdas. De acordo com o superintendente Samuel Leite, algumas dessas ações serão implementadas imediatamente, enquanto outras serão iniciadas ao longo dos próximos seis meses.

Entre elas, estão: aumento das fiscalizações, realização de auditorias comerciais, análise crítica de consumo, atualização de economias (nos casos em que um imóvel era residencial e se tornou comercial), realização de cobranças para evitar a prescrição de débitos, aumento da micromedição (aquisição e instalação de hidrômetros nos locais onde eles ainda não existem), aumento da segurança dos hidrômetros para evitar violações, cobrança de juros e correção monetária de débitos parcelados, atualização de plantas de redes coletoras de esgoto.

Todas essas medidas e a forma como elas serão colocadas em prática foram apresentadas, nesta segunda (1) e terça-feira (2), aos funcionários da Casal e de empresas prestadoras de serviços à companhia, em reuniões que aconteceram em Maceió e Arapiraca, respectivamente.

CASALPROGRAMA

“Juntas, as 14 cidades onde o Programa Alavancar será implantado respondem por 85% do faturamento da companhia”, pontuou o superintendente de Gestão Comercial e Operacional, Samuel Leite.

De acordo com o presidente da Casal, Clécio Falcão, esse programa chega para se somar a outras ações que a atual gestão vem implantando, desde 2015, para recuperação da Casal. “Ainda no ano passado, após uma revisão e readequação de contratos da companhia com empresas prestadoras de serviços, conseguimos uma redução de despesa de R$ 1 milhão por mês. Também conseguimos reduzir o prejuízo da companhia e esperamos fechar 2016 com um superavit”, explicou o presidente Clécio Falcão.

Diego Barros – Agência Alagoas