Em evento do BNDES, Renan Filho afirma que investir em saneamento é fundamental

O governador Renan Filho participou, sexta-feira (6), na sede do Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES), no Rio de Janeiro, do evento “BNDES com ‘S’ de Social e de Saneamento”. Na ocasião, foram apresentadas e discutidas as principais ações em curso para alavancar os investimentos no setor, a exemplo das mudanças do marco legal, regulação, financiamento e estruturação de projetos na área de saneamento no país, voltados à universalização do serviço.

O Governo de Alagoas vai lançar, em breve, o edital de concessão dos serviços de saneamento de Maceió e de outros 12 municípios da Região Metropolitana. O plano de saneamento – desenvolvido em parceria com o BNDES – prevê investimentos da ordem de R$ 2,5 bilhões pela empresa vencedora do leilão, que ficará responsável pela universalização, em seis anos, dos serviços de abastecimento de água e, em 16 anos, do esgotamento sanitário: coleta, tratamento e disposição final dos resíduos.

“Investir na agenda do saneamento é fundamental para Alagoas. Nós temos feito um trabalho muito profundo junto ao BNDES, que contratou consultorias especializadas nas áreas jurídica e de engenharia e que vem desenhando um amplo modelo que permita recebermos os investimentos necessários para universalizar os serviços de abastecimento de água e de esgotamento sanitário na região Metropolitana de Maceió”, disse Renan Filho.

O Governo do Estado, por meio da Secretaria de Infraestrutura (Seinfra), lançou uma consulta pública para o recebimento de contribuições da sociedade civil para a formatação do edital de concessão e também promoveu uma audiência pública para debater o assunto. O leilão está previsto para março do próximo ano, na B3 (Bolsa de Valores de São Paulo). A consulta estará aberta até este sábado, no site da Seinfra.

O evento no Rio de Janeiro contou, ainda, com a participação do ministro da Economia, Paulo Guedes; do presidente do BNDES, Gustavo Montezano; e dos governadores do Amapá, Waldez Gomes; e do Acre, Gladson Cameli. Renan Filho afirmou que o saneamento tem uma relação direta com a saúde pública e a elevação da expectativa de vida da população.

“Nosso estado tem no turismo uma das principais vocações para o seu desenvolvimento, por isso é fundamental que a gente garanta o meio ambiente protegido de todo tipo de descarte inapropriado. Alagoas vai ganhar como um todo e esse programa é fundamental, porque vai impulsionar a capacidade de investimento privado num segmento tão importante para a melhoria da qualidade de vida da nossa população”, acrescentou, descartando a privatização da Companhia de Saneamento de Alagoas (Casal).

Palestra

À tarde, o governador proferiu palestra sobre a melhoria da malha viária alagoana, na sede da Federação das Indústrias do Estado do Rio de Janeiro (Firjan). Em outubro deste ano, pesquisa da Confederação Nacional do Transporte (CNT) e Sest Senat apontou que Alagoas tem o melhor conjunto de estradas do país. O estado ultrapassou São Paulo que liderava o ranking.

Alagoas investe pesado na recuperação e expansão da malha viária, bem como em obras de duplicação, a exemplo da AL-220, entre Maceió e Arapiraca. Lançado em 2016 pela Secretaria de Estado do Transporte e Desenvolvimento Urbano (Setrand), o programa Pró-Estrada já contempla todas as regiões do Estado com obras de implantação e recuperação de rodovias, além da pavimentação de vias urbanas nos municípios alagoanos.

Já são cerca de 90 municípios beneficiados e 1200 quilômetros contemplados, dos 1800 que compõem a malha viária estadual, promovendo segurança e mais qualidade de vida à população alagoana nos quatros cantos do estado.

Ascom – 09/12/2019